Nunca fui muito de acreditar no real poder do óleo de coco. Eu subestimava muito que ele pudesse, realmente, fazer a  diferença, tratar e melhorar o cabelo. De uns tempos pra cá, o óleo de coco tem virado moda na internet para diversas funcionalidades. O que sempre me despertou a curiosidade foi, o uso dele no cabelo.

Esses últimos dias, sem muitas expectativas, comprei um óleo de coco por indicação de uma amiga, que disse que ele era incrível, que ia deixar o meu loiro bem mais tratado e bonito, afinal todo mundo sabe o quando o loiro resseca.

A qualidade da foto não está boa, porque era um boomerang do Instagram e printei a tela. Peço desculpas. Sigam-me no Instagram (@andressabelizário).

Esse foi o momento que eu tinha acabado de aplicar o óleo de coco. Usei ele com o cabelo sujo, aplicando de mecha em mecha, para dormir com o produto, para que eu deixasse ele agir durante toda a noite no cabelo. Prendi o cabelo, estilo Pucca, dois coques, um de um lado e outro de outro. No outro dia, lavei normalmente e sequei.

A imagem não passa com fidelidade como estava, afinal essa foto foi de celular com uma iluminação de uma janela estreita.

As promessas foram:

  • Alinha naturalmente os fios
  • Amacia a textura áspera e ressecada
  • Suaviza as ondas e controla o volume

O que achei:

Achei que o cabelo ficou bem soltinho, brilhoso e macio. Achei que ele ficou alinhado (ok!), pois o meu cabelo é muito fino e leve, quase sem peso. Se eu colocar um produto pra pesar, ele pode ficar esquisito, parecendo sujo. Com mais aplicações acredito que esse ponto vai melhorando cada vez mais. Como já citei, ficou bem macio, melhorou a textura áspera e ressecada, com certeza. O último tópico foi cumprido parcialmente, pois suavizou as ondas, porém não achei que controlou muito o volume.

Reparo que ele tem pontos positivos e negativos. Pelo que pesquisei, o cabelo vai melhorando com o tempo de uso, não é milagre, lógico. Mas, as minhas primeiras impressões foram muito positivas. Adorei o resultado.

Facebook Comments